sábado, 10 de março de 2018

Reportagem fotográfica da visita guiada à exposição 70 anos de Tex, com José Carlos Francisco, Walter Venturi e R. M. Guéra

Reportagem fotográfica

da visita guiada à exposição 70 anos de Tex,

com José Carlos Francisco, Walter Venturi

e R. M. Guéra

Por José Carlos Francisco (texto) e Manuel Gomes (fotos)


Walter Venturi, José Carlos Francisco e R. M. Guéra

Decorreu nesta sexta-feira ao final do dia (19 horas), uma visita guiada à exposição 70 anos de Tex, com José Carlos Francisco, Walter Venturi e R. M. Guéra, exposição essa integrada no Coimbra BD, 3ª Mostra Nacional de Banda Desenhada, evento que decorre até ao dia 11 de Março na Casa Municipal da Cultura.


Durante a visita guiada pelos dois Mestres internacionais e pelo coleccionador português, cada um dos três falou um pouco sobre a sua exposição e sobre Tex Willer em geral, até porque no Coimbra BD estão também expostas três (deslumbrantes) pranchas originais da história de Tex que o desenhador sérvio está a desenhar para um futuro álbum cartonado.


Realce também para o público presente, todo ele parabenizando as três exposições, que faz já antever um numeroso público de Tex para a jornada deste sábado, onde para além das sessões de autógrafos, das 16h00 às 18h00 teremos também das 18h30 às 19h00 o Painel: 70 Anos de Tex, com José Carlos Francisco e Mário João Marques, na Biblioteca Municipal.



Os dois autores são extremamente simpáticos e disponíveis o que permitiu até que o protocolo fosse quebrado devido a uma causa justa, isto porque um leitor de Tex (e Zagor) deslocou-se propositadamente de Ponte de Lima a Coimbra nesta sexta-feira “somente” para poder conhecer o seu ídolo Walter Venturi já que durante o fim de semana, por questões profissionais, não poderia comparecer em Coimbra, gesto que honrou o desenhador italiano que se disponibilizou para fazer um desenho de Zagor (a caneta) a Júlio Brandão, o pard de Ponte de Lima!



Mas mais do que palavras deixamos-vos com as fotos, tiradas na sua grande maioria por Manuel Gomes, a quem o Blogue do Tex faz um agradecimento especial!




Autor de fotos vazadas de Paolla Oliveira nua pede desculpas

Da Redação

A atriz Paolla Oliveira, que teve fotos vazadas durante gravação de série para a TV Globo

O responsável pelas fotos da atriz Paolla Oliveira nua, que circularam na internet na última semana, disse que enviou as imagens para um grupo de amigos em uma rede social. O R7 encontrou o homem, que falou pela primeira vez desde o episódio e admitiu o erro.
O autor das fotos foi o operador de câmera que participava das gravações e suas iniciais são J.W.L.J. Por uma questão editorial, o R7 decidiu omitir nome do profissional. Pelo telefone, o próprio J.L. (iniciais do nome pelo qual é mais conhecido) confirmou a autoria das fotos e do envio pela internet.
— Eu estou tentando ainda me reerguer dessa história. Imagina para um profissional com 25 anos de profissão ter que lidar com esse tipo de situação nesse momento da vida e ter que recomeçar minha vida toda. Eu pretendo me reerguer, porque eu não fiz por maldade e eu não quero que isso seja exemplo de conduta para ninguém. Eu estou completamente arrependido.
J.L., de 41 anos, não deu muitas explicações para sua atitude. Disse que nunca havia agido de forma parecida antes e que enviou uma carta se desculpando com a atriz.
— Eu mandei uma carta para a produção executiva do projeto, para eles enviarem para ela, justamente para eu me retratar para ela. A única pessoa com quem eu preciso me retratar é ela, eu não devo explicação para mais ninguém.
Eu mandei uma carta para a produção executiva do projeto, para eles enviarem para ela, justamente para eu me retratar para ela. A única pessoa com quem eu preciso me retratar
J.L. autor das fotos vazadas de Paolla Oliveira
J.L. trabalha como operador de câmera e participou de grandes produções, como filmes, séries e clipes, entre eles o da música “Vai, Malandra”, da cantora Anitta. Em sua rede social é possível ver fotos dos bastidores do clipe, além de fotos ao lado de dezenas de famosos.
Há uma foto ao lado do ator Antônio Calloni, durante as gravações da mesma série em que foram feitas as imagens de Paolla Oliveira. A própria Paolla aparece em outra foto, postada em setembro de 2017.
Na última semana, J.L. integrava as filmagens da série Assédio, uma produção da TV Globo com a produtora O2, em um set de gravações em São Paulo. Ele trabalhava como profissional terceirizado para a produtora.
Segundo o operador de câmera, as imagens foram compartilhadas com amigos, em um grupo fechado de um aplicativo para celular.
— Mesmo eu pedindo para ninguém postar... Era só para mostrar, não era para viralizar. Era um grupo de amigos que tinha um ou outro que eu não conhecia, e provavelmente as pessoas que eu não conhecia passaram para frente e me prejudicaram.
No dia do incidente, a atriz Paolla Oliveira usou suas redes sociais para falar sobre o caso. Chamou de criminoso, e ressaltou o fato de ter sido feito em um “ambiente controlado, fechado e profissional”. Disse também que já teria acionado as autoridades. A TV Globo emitiu nota de repúdio, prometendo esforços para identificar os responsáveis e garantiu que “o ato, que configura crime previsto em lei, também foi informado às autoridades policiais.
O responsável pelas fotos, no entanto, disse que ainda não deu explicações à polícia nem tem conhecimento de ter sido acionado judicialmente.

terça-feira, 6 de março de 2018

Tex Willer 70 anos de Histórias . Programa COMPLETO do Coimbra BD – Coimbra vai ser a capital da BD e do TEX, de 8 a 11 de Março

Programa COMPLETO do Coimbra BD
-
Coimbra vai ser a capital da BD e do TEX,

de 8 a 11 de Março





A Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada avança para a sua terceira edição, que vai decorrer de 8 a 11 de Março, e apresenta-se como uma aposta firme da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) no panorama cultural. Esta edição, que se irá concretizar, principalmente, na Casa Municipal da Cultura, apresenta um conjunto de ações que procuram representar o que de melhor se cria ao nível da Banda Desenhada, atingindo públicos diversos, desde o infanto-juvenil, às famílias e a todos aqueles que, de diferentes faixas etárias, cultivam o gosto por esta expressão artística, perspectivando-se um aumento dos níveis de fidelização ao evento.
Perseguindo o êxito alcançado nas edições anteriores, a edição de 2018 da Coimbra BD aposta num programa diversificado e de elevada qualidade, destacando-se pela sua primeira internacionalização, com a presença de dois convidados oriundos de Itália (Walter Venturi) e da Sérvia (R.M. Guéra). Além destes, marcam presença cinco autores nacionais convidados, representantes da escrita, do argumento para BD ou da criação artística, ao nível da ilustração, áreas reveladoras do vasto universo da “9.ª Arte”. Destaque ainda para a exposição 70 Anos de Tex: A colecção de José Carlos Francisco.

PROGRAMA OFICIAL – COIMBRA BD 2018

8 de Março (5ª)
11h00 – Abertura
14h30 – Apresentação do projecto SAPATA PRESS – Casa da Esquina (Sala Francisco Sá de Miranda)
15h30 – Oficina criativa Mulher de Borracha – Casa da Esquina (Sala Francisco Sá de Miranda)

21h00 – Jogos tabuleiro (Sala Francisco Sá de Miranda)


9 de Março (6ª)
19h00 – Visita guiada à exposição 70 anos de Tex, com José Carlos Francisco e Walter Venturi
21h00 - Curtas-metragens de terror premiadas no Festival de Cinema MoteLx apresentadas por Pedro Souto e João Monteiro, da direcção do Festival (Sala Silva Dias) – duração 67 min:
- “A tua Plateia”, de Óscar Faria, (9 min).
- “Palhaços” de Pedro Crispim (15 min) – Menção especial Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2016
- “Depois do Silêncio” de Guilherme Daniel (15 min) – Menção especial Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2017
- “Andlit” de João Figueira (5 min)
- “Sangue Frio”, de Patrick Mendes (15 min)
- Papá Wrestling, de Fernando Alle (9 min) – Prémio especial MoteLX 2009.

10 de Março (sábado)
11h00 – “Filminhos Infantis à solta pelo país”, Sessão de curtas-metragens de animação para a família: Programação Zero em Comportamento (Sala Silva Dias):
- “Maestro”, de Geza M. Toth (Hungria),
- “O Coelho e o Veado”, Péter Vácz ( Hungria),
- “Foxy e Meggy” – André Letria (Portugal)
- “As Aventuras de Miriam: As Cores”,  Girlin-Bassovskaja (Estónia)
- “Mancha e Manchinhas: Perdidos”, Uzi Geffenblad e Lotta Geffenblad (Suécia)
- “Big Buck Bunny”, Sacha Goedegebure ( Holanda)
- “Rumores”, Frits Standaert (Bélgica/ França)
11h00/13h00 – Workshop: “Uma sequência de imagens”, com Carlos Correia (duas sessões de duas horas sobre imagem sequencial através do uso de brinquedos ópticos –– mediante inscrição presencial) (Sala Francisco Sá de Miranda)
14h00/15h00 – Emissão em directo do programa “Conta-me!”, da Rádio Universidade de Coimbra, com Sandra Tavares e Cátia Soares (Biblioteca Municipal)
15h00/15h30m – Tertúlia: Coleccionar originais de BD: Negócio, ou Paixão?, com João Antunes, Margarida Mesquita, Bruno Caetano (Biblioteca Municipal)


15h30/16h00 – Painel: Apresentação dos livros Dragomante, com Manuel Morgado e Filipe Faria e Man Plus, com André Lima Araújo (Biblioteca Municipal)
16h00/18h00 – Sessões de autógrafos dos artistas convidados R.M. Guéra, Walter Venturi, André Lima Araújo, Manuel Morgado, Filipe Faria, André Diniz e Ricardo Venâncio (átrio da Casa Municipal da Cultura)
17h00 – Desfile e concurso de Cosplay (Sala Silva Dias)
17h00 /18h00 – Tertúlia sobre edição: presença dos editores Nuno Catarino (Goody), Mário Freitas (Kingpin), Rui Brito (Polvo) e José de Freitas (G Floy) (Biblioteca Municipal)
18h30 – Sessão de desenho com modelo ao vivo: Salão 40 (Sala Francisco Sá de Miranda)
18h00/18h30 – Tertúlia de homenagem a Fernando Relvas: Com Nina Govedarica, Margarida Mesquita e João Queirós (Biblioteca Municipal)
18h30/19h00 – Painel: 70 Anos de Tex, com José Carlos Francisco e Mário João Marques (Biblioteca Municipal)

21h00 – Curtas-metragens de terror premiadas no MoteLx (Sala Silva Dias) – duração 65 min.
- “Nico – A Revolta”, de Paulo Araújo (8 min) – Selecção oficial Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2013
- “Mãe Querida” de João Silva Santos (14 min)  – Selecção oficial Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2017
- “Post-Mortem” de Belmiro Ribeiro (14 min) – Vencedor Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2016
- “Miss Mishima” de Pedro Rocha (14 min) – Selecção oficial Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2011
- “Maria”, de Joana Viegas (15 min) – - Selecção oficial Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2014
21h00 – Jogos tabuleiro (Sala Francisco Sá de Miranda)

11 de Março (domingo)
11h00 – Filminhos Infantis à solta pelo país, Sessão de curtas-metragens de animação para a família – Programação Zero em Comportamento (Sala Silva Dias)
- “A Janela”, Camille Müller (França)
- “Os Tumblies”, Patrick Raats,  (Holanda)
- “Jonas e o Mar”, Marlies Van der Wel, (Holanda)
- “O Rapaz Bolota”, Dace Riduze, (Letónia)
- “Os porcos-Espinhos e a Cidade” Evalds Lacis, (Letónia)
- “Mancha e Manchinhas: Sapatos Mágicos”, Uzi Geffenblad e Lotta Geffenblad (Suécia)
- “Fábulas Delirantes 2”, Fabrice Luang Vija, (França/ Bélgica)
11h00/13h00 – Workshop Uma sequência de imagens, por Carlos Correia (duas sessões de duas horas sobre imagem sequencial através do uso de brinquedos ópticos –– mediante inscrição presencial) (Sala Francisco Sá de Miranda)

15h00/15h30 – Podcast Geek do Olimpo. Programa para o canal YouTube sobre BD e cultura geek, com Miguel Jorge e convidados (Biblioteca Municipal)
15h30/16h00 – Visita guiada à exposição de R.M. Guéra feita pelo autor.

16h00/18h00 – Sessões de autógrafos dos artistas convidados Walter Venturi, R. M. Guéra, Ricardo Venâncio, Manuel Morgado e Filipe Faria (entrada da Casa Municipal da Cultura?)



Actividades permanentes

Venda BD, ilustração e merchandising
Com as editoras e lojas Apocryphus, Arena Porto, Arte de Autor, BD Mania, Bicho Carpinteiro, Bruaá Editora, CLC Portugal, Comic Heart, Devir, G Floy, Goody, Ink Tshirt Store, JAN KEN PON, Kingpin Books, Levoir, Livraria Dr. Kartoon, Mini-Orfeu, Polvo

Exposições:

- Walter Venturi: um mestre dos fumetti – Desenhador italiano que tem trabalhado nas séries Tex e Zagor, da editora Bonelli, e é autor da novela gráfica Il Grande Belzoni (dedicada à vida do grande egiptólogo Giovanni Battista Belzoni, que foi um dos responsáveis pela descoberta de Abu Simbel e o primeiro homem a entrar na segunda pirâmide de Gizé) Walter Venturi vai estar pela primeira vez em Portugal com exposição própria, para além de ter trabalhos seus integrados na exposição dedicada aos 70 Anos de Tex.
- R.M. Guéra. Um autor sérvio no mercado internacional – Com trabalhos publicados nos principais mercados internacionais, desde os Estados Unidos, onde publicou nas editoras DC, Vertigo, Marvel e Image, até França (Glenat e Delcourt), passando por Itália, para onde está a desenhar um álbum especial do cowboy Tex, o sérvio Rajko Miloševic-Gera é um dos nomes maiores da BD realista internacional, que permanecia inédito em Portugal. Lacuna que será colmatada pela edição do livro The God Damned que será lançado no Coimbra BD, com a presença do autor e o apoio da editora, G Floy.
70 Anos de Tex: A colecção de José Carlos Francisco – Um português, residente perto de Coimbra (Anadia) é proprietário da mais importante colecção de desenhos originais ligados à personagem Tex, o mais célebre cowboy da BD italiana, que comemora 70 anos em 2018. Uma fantástica colecção com trabalhos de diversos autores estrangeiros, que será exposta em público pela primeira vez no Coimbra BD.
– Manuel Morgado – desenhador português que fez a sua formação académica em Coimbra, na ARCA, Manuel Morgado vai expor originais do álbum Les Arcanes de la Lune Noire: Greldinard, que realizou para a editora francesa Dargaud, bem como de Dragomante, livro com argumento do escritor de fantasia, Filipe Faria, que será lançado durante o evento.
– Homenagem a Fernando Relvas – Falecido em 2017, Fernando Relvas foi um dos mais importantes autores portugueses de BD do século XX e, por ocasião da próxima publicação em livro do Espião Acácio, o seu primeiro grande sucesso na revista Tintin, a lançar no Coimbra BD, alguns dos seus trabalhos originais serão expostos pela primeira vez na nossa cidade (com a presença da viúva do autor).
– André Lima Araújo: Man Plus – Exposição dedicada ao livro que assinala a estreia em Portugal de André Lima Araújo, desenhador português que tem publicado regularmente nas principais editoras americanas, como a Marvel e a Image.
- Arcindo Madeira, ilustração – referente à obra de Arcindo Madeira, ilustrador natural de Coimbra.


Autores Presentes:

Convidados internacionais- Walter Venturi
- R.M. Guéra


Convidados Nacionais
- Manuel Morgado – Autor presente com exposição
- Filipe Faria – Escritor de fantasia, argumentista do livro Dragomante
- André Lima Araújo – Autor presente com exposição
- Ricardo Venâncio – Autor presente com o livro Hanuran, Prémio Melhor Desenho na Comic Con Portugal 2017, que esteve em exposição pela primeira vez na edição de 2017.
- Nina Godoverica – Viúva do autor Fernando Relvas

Programação paralela:
Exposição de ilustração Histórias por contar, de João Vaz de Carvalho, Galeria Pedro Olayo (filho) do Convento São Francisco, 3 de Março a 8 de Abril de 2018, de segunda-feira a domingo, 15h00 – 20h00.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Jaspion vai ganhar filme nacional com atores brasileiros

Da Redação

Para celebrar 30 anos da série que foi sucesso nos anos 90, produtora nacional vai criar versão moderna do personagem japonês

Filme brasileiro do Jaspion deve ser lançado em 2019


Jaspion terá um filme nacional com atores brasileiros. O longa é uma comemoração dos 30 anos da estreia da série no Brasil, que aconteceu em 22 de fevereiro de 1988 na extinta TV Manchete.
Com produção da Sato Company, o remake já tem a aprovação da Toei Company, produtora original de Jaspion. A nova versão terá muitos efeitos especiais e o visual de Jaspion será modernizado, segundo Jacqueline Lucchesi, diretora da empresa.
— Com base no sucesso de Jaspion, a Sato Company, que é a responsável por ter trazido a série para o Brasil, resolveu relançar o herói como um filme. Em 2018 vamos já iniciar as produções.
O sucesso da série era tanto que mesmo em uma emissora de menor porte, como a TV Manchete, o personagem superava, inclusive, a Rede Globo e o, até então líder de ibope, Xou da Xuxa. Até hoje a atração registra a maior audiência da extinta emissora.
Segundo Yusei Nagamatsu, Senior Manager da Toei, produtora do Jaspion, “este é o melhor momento para lançarmos o filme, são 110 anos de imigração japonesa no Brasil e 30 anos da série. Nosso parceiro para essa produção é a Sato, que conhece o mercado há mais de três décadas, tendo sido a grande responsável pela introdução do conteúdo japonês no Brasil”.
Atores orientais
O elenco será anunciado no Festival de Filmes Japoneses, em agosto, durante as comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. Segundo a produtora, os fãs poderão participar com opiniões sobre locações, figurino e elenco.
Em 2016, alguns atores de descendência oriental fizeram um manifesto contra a Globo alegando preconceito por parte da emissora com atores orientais. Jacqueline Lucchesi disse que isso não vai acontecer na produção do longa.
— A gente percebe que tem boicote, mas queremos respeitar a trama. É uma forma da gente criar essa conexão e aproximar as culturas. Certamente isso será levado em conta.
A previsão de estreia é para o segundo semestre de 2019.

Professor britânico capturado por força-tarefa global é condenado a 32 anos de prisão por pedofilia e chantagem

Da Redação

Investigação que levou à prisão de Matthew Falder durou quatro anos e envolveu policiais dos EUA, Austrália e países da Europa

Falder tinha perfil aparentemente acima de qualquer suspeita no trabalho e em redes sociais

A Justiça britânica condenou nesta semana o professor universitário Matthew Falder a 32 anos de prisão, depois que uma força-tarefa global e quatro anos de investigações revelaram que ele - que ostentava um perfil aparentemente acima de qualquer suspeita no trabalho e nas redes sociais - estava por trás de uma rede de chantagens e pedofilia que fez centenas de vítimas na internet.
O processo é apontado como o primeiro do Reino Unido relacionado a materiais pornográficos sádicos, que exibiam abusos reais e eram compartilhados na "dark web" - uma área da internet em que usuários conseguem publicar conteúdos ilegais, de forma anônima.
Falder, no entanto, não conseguiu esconder todos os rastros.
Ele foi descoberto e preso no ano passado acusado de operar ao menos três perfis com o objetivo de atrair suas vítimas e forçá-las a lhe enviar materiais muitas vezes pornográficos, posteriormente divulgados por ele nessa rede.
Para atenderem ao que exigia, ela ameaçava mandar outros conteúdos que poderiam comprometê-las para parentes e amigos.
Crimes
Crimes cometidos ao longo dos últimos oito anos foram revelados durante as investigações, iniciadas pelo FBI, nos Estados Unidos, e reforçadas posteriormente por uma força-tarefa global envolvendo serviços de segurança e inteligência também da Austrália, da Nova Zelândia, de Israel e da Europa.
Segundo os investigadores, Falder era, para quem olhava de fora, um acadêmico formado em Cambridge com um bom emprego, família e amigos.
Sua página no Twitter revela, em poucas postagens, seu interesse por dinossauros, tênis de mesa e impressões em 3D. Também exibe selfies, palavras cruzadas e uma pergunta aparentemente inofensiva: "como postar vídeos de boa qualidade?".
Nos bastidores, porém, vídeos estavam justamente entre as armas que usava para humilhar e chantagear suas vítimas.
 
Imagem do professor durante o julgamento em que foi condenado a 32 anos de prisão: ele se declarou culpado por 137 acusações

Imagem do professor durante o julgamento em que foi condenado a 32 anos de prisão: ele se declarou culpado por 137 acusações

Imagem: Julia Quenzler
"O pior website do mundo" revelou primeiras pistas sobre o caso
 
Falder operava sob nomes de usuários anônimos, ameaçando pessoas com quem conversava para que compartilhassem com ele vídeos e fotos de pedofilia - descritos na investigação como "materiais terríveis", depois repassados por ele a outros criminosos na dark web.
O esquema começou a ser revelado a partir de um trabalho que o FBI iniciou, nos EUA, em 2013, para expor usuários de sites de pedofilia nessa rede.
Para fazer a investigação, especialistas criaram seus próprios sites nos servidores que hospedavam os sites criminosos.
O objetivo era rastrear o que estava sendo dito e feito neles. E foi aí que as primeiras pistas sobre o professor apareceram.
Com a tática que utilizaram, os agentes conseguiram acessar as chamadas comunidades "hurtcore", dedicadas a compartilhar imagens de estupro, assassinato, sadismo, tortura, pedofilia, chantagem e humilhação.
Em um desses sites, o 'Hurt 2 The Core' - descrito pela NCA como "o pior website do mundo" - um usuário conhecido apenas como "Inthegarden" ("No jardim", em tradução literal) postou imagens de chantagem contra uma adolescente.
Ele foi rastreado e identificado também como autor de posts feitos no site de classificados Gumtree, uma das plataformas que usava para atrair suas potenciais vítimas.
 
Falder era conhecido como "666devil" e "evilmind" na dark web

Falder era conhecido como "666devil" e "evilmind" na dark web

NCA
Estratégia incluía uso de perfis falsos
 
Online, o suspeito fingia ser uma artista do sexo feminino deprimida, para se aproximar de outros usuários e atraí-los para bate-papos.
Ele usava ao menos três nomes de mulheres - Liz, Jess e Shona - e 30 diferentes endereços de e-mail criptografados, obtidos através de serviços da Rússia, para manter o anonimato.
Nas conversas que travava, prometia centenas, e às vezes milhares de libras, que nunca pagou, por imagens de pessoas nuas ou parcialmente vestidas.
Depois de construir um relacionamento com elas, obtinha suas informações pessoais e imediatamente removia a conversa dos servidores do Gumtree.
Suas vítimas eram então chantageadas a mandar para ele imagens descritas como "cada vez mais terríveis".
Algumas delas, com apenas 14 anos de idade, foram coagidas a se despirem, escreverem mensagens racistas e homofóbicas em sinais, e a tirar fotos de si mesmas com eles.
Outras foram forçadas a lamber assentos de vasos sanitários, a usarem absorventes internos e a comerem comida de cachorro. Alguns, obrigados a posar usando uniformes escolares.
As imagens eram então postadas em fóruns "hurtcore", onde podiam ser vistas por inúmeros membros das redes sociais globais de abuso sexual infantil.
O suspeito também oferecia conselhos a outros pedófilos de como escaparem de uma eventual captura, sugerindo que evitassem usar dinheiro. Que em vez disso usassem "vouchers para as crianças confiarem" neles.
Muitas das vítimas no Reino Unido relataram à polícia abusos cometidos pelo usuário "Inthegarden", mas não havia evidências suficientes para identificar quem estava por trás desse perfil.
Em abril de 2015, porém, a NCA descobriu o que viria a ser mais um de seus rastros. Eram postagens de um usuário chamado "666devil", em referência ao "número da besta" - 666.
 
Falder chegou a ser filmado enquanto usava o computador em um trem, durante período em que esteve sob vigilância secreta da polícia

Falder chegou a ser filmado enquanto usava o computador em um trem, durante período em que esteve sob vigilância secreta da polícia

NCA
NCA 'Semana infernal'
 
O perfil "666devil" usava a foto de uma jovem como ícone no fórum, afirmando que era uma imagem da própria "filha".
Ele dizia que planejava torturá-la durante o que apelidou de "semana infernal" e pedia aos membros que sugerissem o que poderia fazer a ela.

Os agentes tentaram identificar a garota na imagem, acessando as contas de webmail do usuário na tentativa de descobrir quem ela era e então protegê-la.

Foi aí que eles perceberam que esse usuário, o que postava sob o nome "evilmind" e o "Inthegarden" eram a mesma pessoa, e que, quem quer que fosse, havia se aproximado de mais de 200 vítimas em todo o mundo, incluindo as que vivem nos Estados Unidos.
Como neste estágio da investigação ainda não havia o bastante para identificar o suspeito, uma força-tarefa especial foi criada para reforçar a investigação e a coleta de provas contra ele.
O grupo envolvia os serviços de segurança e inteligência NCA (National Crime Agency) e GCHQ (Government Communications Headquarters), ambos no Reino Unido, o Homeland Security Investigations, nos EUA, a Polícia Federal da Austrália e o Serviço Europeu de Polícia (Europol) - e teve ramificações em Israel e na Eslovênia.
A investida se mostrou bem-sucedida.
Ao final de março de 2017, eles conseguiram vincular um suspeito a um endereço em Birmingham, na Inglaterra
Falder foi identificado como esse suspeito em abril, colocado sob vigilância secreta por três meses e chegou a ser filmado em um trem, por exemplo, usando seu laptop.
O oficial da Agência Nacional de Crime do Reino Unido (NCA, da sigla em inglês), Matthew Long, disse que se tratava de um homem "altamente manipulador" e "sádico" que se gabava de que nunca seria pego.
Algumas das postagens que fez nesses sites foram destacadas pelos investigadores. Nelas, ele dizia, por exemplo, "fico feliz que estejam gostando do sofrimento dela (se referindo a uma vítima)" e "Adoro fazer chantagem, especialmente forçar alguém que conheço na internet a fazer coisas que não querem fazer apenas por diversão".
 
Um dos computadores de Falder continha, segundo os investigadores, informações fortemente criptografadas

Um dos computadores de Falder continha, segundo os investigadores, informações fortemente criptografadas

NCA
Prisão


No entanto, ele não conseguiu mais escapar da Justiça e, no dia 21 de junho do ano passado, policiais à paisana o prenderam em seu local de trabalho.
Falder foi algemado na sala que ocupava na Universidade de Birmingham, onde dava aulas de geofísica e de onde deverá ficar mais de seis anos licenciado após sair da prisão.
No momento em que foi capturado, dois de seus aparelhos eletrônicos foram imediatamente apreendidos, revelando o que a NCA chamou de "evidência significativa". Eles mostravam que seus crimes remontavam à 2009, quando ainda era estudante e tinha 21 anos.
A polícia descobriu que estes primeiros casos ocorreram em oito locais, envolvendo 13 vítimas.
Falder foi interrogado pela polícia durante três dias, durante os quais se recusou a fazer comentários, mas admitiu controlar a conta online do usuário "evilmind". Mas foi descoberto que ele estava por trás também dos outros perfis investigados.
Sua casa em Harborne Park Road, Edgbaston, foi invadida, revelando um ambiente caótico, com quarto desarrumado, roupas sujas, caixas velhas de pizza e moedas espalhadas pelo tapete.
Um computador de mesa e um laptop também foram encontrados, rodeados por gavetas de ferramentas e montes de fios enfiados em recipientes de plástico.
Os oficiais descobriram informações nos dispositivos muitas vezes com duplas camadas de criptografia.
A o longo de junho e agosto do ano passado, o Crown Prosecution Service (CPS) - agência que julga casos criminais que foram investigados pela polícia e outras organizações de investigação na Inglaterra e no País de Gales - trabalhou com autoridades nos EUA e foi decidido, por fim, processá-lo no Reino Unido.
 
Imagens do quarto do professor foram divulgadas revelando ambiente caótico em que vivia, segundo investigadores
 
Documentos divulgados pela CPS e pela NCA mostram que, durante essa quase uma década de crimes, sua lista de vítimas incluiu meninos, meninas, homens e mulheres. Estima-se que ele tenha feito cerca de 50 vítimas em um período de oito anos compreendido entre 2009 e 2017. "Ele buscava suas vítimas no Gumtree e até mesmo em sites pró-anorexia", disse Ruona Iguyovwe, da CPS. "E gostava de humilhá-las".
"Algumas dessas vítimas", disse Iguyovwe, "contaram que, desde que entraram em contato com ele, tentaram "Ele buscava suas vítimas no Gumtree e até mesmo em sites pró-anorexia", disse Ruona Iguyovwe, da CPS. "E gostava de humilhá-las".
"Algumas dessas vítimas", disse Iguyovwe, "contaram que, desde que entraram em contato com ele, tentaram suicídio várias vezes. Outras disseram que nunca superariam o que aconteceu, que sempre se sentiriam "sujas, como mercadorias usadas".
Uma mãe que foi forçada a enviar imagens da filha a ele, disse sentir "como se tivesse falhado enormemente com a menina". "Isso nunca desaparecerá. Vou ter que lutar com a culpa pelo resto da minha vida".
Julgamento
Algumas de suas vítimas estiveram no tribunal para ouvir a sentença e não conseguiram conter as lágrimas.
Foram três dias de julgamento em que ele, por sua vez, não demonstrou qualquer emoção.
Apontado como "sádico e manipulador", Falder admitiu 137 acusações das 188 que pesavam contra ele - que vão desde encorajar o estupro de uma criança de quatro anos a possuir um manual de pedofilia. As 51 acusações restantes permanecem arquivadas.
Um dos agentes envolvidos na operação de captura dele, Will Kerr, da NCA, disse que, em 28 anos de polícia, nunca se deparou com um "indivíduo mais perigoso".
O agente de supervisão de investigações, Scott Crabb, da Homeland Security, nos EUA, o descreveu como "monstro" e a seus atos, de "pura crueldade".
"Falder é absolutamente o pior explorador infantil e chantageador que já vi", disse.
A NCA afirma que o homem de 29 anos simplesmente gostava de infligir dor. E o descreve como um dos criminosos mais "atuantes e depravados" que encontrou até agora.
Ao comentar sobre o julgamento, o Gumtree disse, por meio de porta-voz, que aplaudia a condenação pelos "crimes terríveis" que cometeu, acrescentando que o site leva "a segurança de seus usuários extremamente a sério".

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Artista Famoso '' Juarez Anunciação '' pede novas amizades no Facebook '' mande seu convite e conheça essa ferra da nona Arte

Da Redação

O Novo Facebook de Juarez Anunciação
https://www.facebook.com/juarez.anunciacao.12

A imagem pode conter: 1 pessoa

Para quem esta afim de novas amizades, nosso blog recomenda ; Juarez Anunciação. nascido em Salvador estado da Bahia , Brasil. em 29/12/89.

Desenhista , Escultor, Restaurador , Artista Plástico. o Famoso '' Juarez desenhos''. respeitado em diversos Países do mundo aonde sua Arte é conhecida. ai esta o link pessoal; https://www.facebook.com/juarez.anunciacao.12

A imagem pode conter: 1 pessoa, atividades ao ar livre
Mandem seu convite que o nosso Juarezdesenhos , aceitará . boa amizade e boa sorte.

A seguir algumas fotos do extraída do facebook  do Artista

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, óculos e close-up


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e sapatos


A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, óculos e atividades ao ar livre
Juarez Anunciação; Desenhista, Escultor, Artista plástico , Restaurador , Mestre em desenhos

Temer anuncia criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública

Da Redação
 Agencia Brasil


Presidente realizou reunião com autoridades para tratar da intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro

Temer se reuniu com autoridades no Palácio Guanabara

Após reunião realizada neste sábado (17) no Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro, para tratar da intervenção militar no Estado, o presidente da República, Michel Temer, anunciou a criação do Ministério da Segurança Pública. Ele não respondeu perguntas da imprensa e não falou quem assumiria a nova pasta.
"Nós não vamos parar por aí. Muito brevemente, na próxima semana ou na outra no mais tardar, eu quero criar o Ministério Extraordinário da Segurança Pública, que vai coordenar a segurança pública em todo o país, evidentemente sem invadir as competências de cada estado federado", disse o presidente.
Temer destacou a união de esforços e a concordância do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, com a intervenção. "A situação do Rio de Janeiro cria também problemas em outros estados, porque se as coisas desanda aqui a tendência é desandar no resto do país", acrescentou.
Participaram do encontro o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles; e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco; o general  Walter Braga Netto, nomeado interventor da área de segurança publica no estado; e outros oficiais militares. Eles trataram do planejamento da intervenção militar que foi determinada em decreto presidencial assinado ontem (16).
O secretário de estado de segurança Roberto Sá foi afastado do cargo e o general Walter Braga Netto será, na prática, quem cuidará de todas as questões ligadas à segurança pública. O decreto já está em vigor mas precisará ser confirmado pelo Congresso para seguir valendo.