sábado, 19 de setembro de 2015

O marinheiro Popeye e Betty Boop o Clássico dos Clássicos

por; Juarez Anunciação

Tem coisa que só lendo pra saber !

A História do Marinheiro Popeye
  

O Marinheiro Popeye fez sua estreia nos quadrinhos em janeiro de 1929. Originalmente, Popeye era apenas um dos muitos personagens de uma série de quadrinhos desenhada por Elzie Segar chamada Thimble Theater. Popeye tem 34 anos de idade (nasceu durante um tufão em Santa Monica, Califórnia), tem o rosto meio deformado, sempre com um olho fechado e com um problema grave de fala. Os outros personagens principais são o grande amor/namorada do Popeye, a magricela Olivia Palito e seu arqui-inimigo, outro marinheiro (bem maior) chamado Bluto (mais tarde, por razões legais, alterado para “Brutus”).


O amor eterno do Popeye por Olivia Palito persiste durante toda a carreira do marinheiro, apesar do fato óbvio da falta de atratividade e sensualidade de Olivia. Nos quadrinhos originais de Thimble Theater, o namorado de Olivia Palito era “Ham Gravy”, que logo foi retirado da série de quadrinhos devido a ascensão da popularidade do Popeye.

Nos quadrinhos e desenhos do Popeye, Olivia o insulta e o repreende regularmente, é infiel e, em geral, o destrata em diversas ocasiões. Em mais de um desenho, Olivia de fato bate, ataca e dá uma surra no pobre marinheiro. Paira a pergunta sobre a atração do Popeye na magricela Olivia Palito e seus desejos estranhos nas mulheres.

Outro questionamento é sobre o relacionamento do Popeye com Brutus. Na maioria dos episódios, Brutus é um inimigo explícito e rival do afeto de Olivia. No entanto, em muitas ocasiões, Brutus e Popeye iniciam o desenho como “amigos” e “camaradas”. Brutus inevitavelmente trai seu “amigo” em quase todas as ocasiões, nos fazendo perguntar por que Popeye não o tira de sua vida e da “lista de amigos” como faria com um mau hábito.



Nos quadrinhos, o olho fechado do Popeye é atribuído a “batalha mais horrível de todas”. Mais tarde, não fica claro se o marinheiro na verdade é caolho ou se apenas deixa um olho fechado (embora, em pelo menos um desenho, Brutus o chame de “nanico de um olho só”).

O personagem Popeye rapidamente se tornou tão popular que a tirinha foi rebatizada de Thimble Theater estrelado por Popeye. Mais tarde, foi chamada apenas de Popeye, o mesmo título que carrega até hoje. Embora ele tenha rapidamente se tornado um personagem de quadrinhos muito popular é como desenho animado para o cinema que a maioria das pessoas conhece e se recorda dele.

A primeira aparição do Popeye em cinema foi pela Paramount, em 1933, em um desenho animado da Betty Boop, intitulado (apropriadamente) “O Marinheiro Popeye”. Atualmente, algumas emissoras de televisão editam partes deste primeiro desenho animado por conter representações racistas de afro-americanos.




Os estereótipos raciais ofensivos a afro-americanos podem ser vistos em outros desenhos do Popeye, mas tais episódios também podem ter sido editados por algumas emissoras de TV. É sabido que as representações degradantes a negros não eram raras nos desenhos, rádio, filmes e em outras formas de arte antes de nosso país tornar-se mais esclarecido. Podemos rir quando vemos essas cenas desatualizadas, mas grande maioria também irá se assustar.

Os desenhos “clássicos” do Popeye são desta primeira série iniciada em 1933 e que foi até meados dos anos cinquenta. É esta série de desenhos animados para a Paramount que o Popeye ganhou sua maior fama e imortalidade.

Popeye foi originalmente dublado (1933-1935) por “Red Pepper Sam”. Supostamente, o comportamento errático de Red Pepper Sam levou a Paramount a demiti-lo. Ele foi substituído por Jack Mercer que é comumente aceito como o que alcançou as melhores performances do Popeye. (Todos os três personagens principais da série, Popeye, Brutus e Olivia Palito foram dublados por diversos atores e atrizes.)

Curiosamente, não foi o que estava no script que arrancou as maiores risadas do desenho. Mercer, um homem intrinsecamente engraçado, começou a fazer comentários e apartes improvisados durante as gravações do Popeye. Estes apartes hilariantes frequentemente era os que rendiam as maiores risadas. No início, o estúdio estava preocupado porque tais improvisações não eram vistas no desenho sendo ditas por Popeye (sua boca não se movia), elas surgiam do nada. Mas logo perceberam que as audiências do filme não se importavam com a sincronização das falas, eles simplesmente amavam os comentários hilariantes. Os “apartes e comentários improvisados” do Popeye logo se tornaram marca registrada e característica mais amada.

Nos quadrinhos, Popeye ganhou sua força  ao esfregar a cabeça da galinha Whiffle. Este artifício foi alterado para o espinafre em 1932. O espinafre não apenas deu a Popeye força sobre-humana como também dotou o marinheiro de habilidades como dançar virtuosamente ou tocar piano.


Os desenhos do Popeye eram tão populares durante a Grande Depressão que as vendas de espinafre nos Estados Unidos aumentaram em um terço - o Espinafre do “Popeye” ainda é a segunda maior venda de marca de espinafre no país. Em um dos desenhos, Popeye diz a seus sobrinhos que ele é um descendente de Hércules e seu antepassado, a princípio, obtinha sua força cheirando alho. Ele toma uma surra e é jogado em um campo espinafre, e esta é a “gênese” do seu amor (e necessidade) de espinafre.

Em poucos desenhos, Popeye não come espinafre, mas estes são raros. Em um deles, o marinheiro está acamado em um hospital e força Brutus a comer espinafre; Popeye leva uma surra e evoca a compaixão de Olivia. Em outro desenho (um pouco provocativo), Olivia Palito chega a comer espinafre para conseguir bater em uma professora de academia muito sensual que está flertando com Popeye (a professora foi, obviamente, baseada em Mae West).

Os desenhos do Popeye pela Paramount eram tão populares que em 1937, Crystal City, no Texas, ergueu uma estátua oficial do Popeye, marcando a primeira vez na história do mundo que uma cidade ergueu uma estátua em homenagem a um personagem de desenho animado.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os desenhos animados do Popeye atingiram novo patamar de popularidade e eram regularmente usados ​​para elevar o moral dos EUA. Uma porção de desenhos do Popeye, durante os anos de guerra, foram indiscutivelmente engraçados, porém racialmente ofensivos aos japoneses. Hoje, estes anúncios do Popeye são vistos como os estereótipos afro-americanos mencionados anteriormente, trazendo sentimentos diversos. Os japoneses são mencionados como “Jap-pansies” e retratados com rostos dentuços e perversos com óculos esportivos.




Um desenho da Segunda Guerra Mundial racista banido chamado “Seein’ Red, White 'n Blue” tem a distinção histórica de ser o único no qual Popeye e Brutus unem forças e dividem uma lata de espinafre para bater em um inimigo, ou seja, os soldados japoneses.

Durante os anos da guerra, o guarda-roupa de Popeye também sofreu uma clara mudança. Em vez do chapéu de capitão e camisa preta dobrada na manga, Popeye passou a usar o uniforme todo branco e chapéu da marinha. E assim ele permaneceu nos desenhos animados, mesmo após o fim da guerra.


Curiosamente, o desenho do Popeye acrescentou alguns termos e palavras para o idioma inglês. Dudu, um amigo apático e acima do peso, apaixonado por hambúrgueres tem a fama de ser a fonte do termo “wimp” (que significa tímido ou covarde). “Wimpy’s” também é uma cadeia de restaurantes de hambúrgueres  imensamente popular na Inglaterra.
 Em posteriores desenhos, Popeye adquire um bicho que é tipo um cachorro meio rosado chamado “Eugênio, o Jeep Mágico”. Eugênio só fala uma única palavra “jeep” e tem poderes mágicos e indestrutíveis, incluindo o poder de evaporar através das paredes. Também é geralmente aceito que o veículo militar, jipe (em inglês, “jeep”), derivou seu nome do Eugênio o Jeep. De acordo com outras fontes, “jeep” ​​é uma versão abreviada de “general purpose (vehicle)” ou “GP”.

A palavra “goon”, gíria usada para citar um criminoso ou bandido, não se originou do Popeye. No entanto, eles criaram Os Goons, um grupo de criaturas de aparência estranha (representados por Alice a Grande). Isso deu a palavra “goon” outro significado: “de aparência estranha ou estranho.”

A tirinha do Popeye (e não o filme) trouxe um personagem chamado “Dufus”. Dufus (registrado em algumas fontes como o sobrinho do Popeye e em outras como o sobrinho de um amigo) logo assumiu um lugar no vernáculo americano como “bobo, idiota, ou pessoa estúpida.” Dufus também pode ser escrito “doofus”.

No maravilhoso filme de animação Uma Cilada para Roger Rabbit, a cena final traz quase todos os personagens de desenhos animados famosos e amados. Muitos críticos apontaram a omissão do Marinheiro Popeye. A curiosa omissão ocorreu não por descuido, mas simplesmente porque os estúdios Disney não conseguiram permissão legal dos estúdios Paramount para usar a imagem do Marinheiro.

Os desenhos do Popeye tiveram fim no final da década de 1950 e início de 1960, quando novos desenhos do Popeye foram publicados pela King Features Syndicate. Esta série não tem qualquer humor genuíno e perde o valor em comparação com o tão engraçado Popeye original. Estes Popeyes variam em “qualidade” indo do “vagamente tolerável” para o mais provável – “não assistível”.


Interessante saber que o produtor destes últimos dias do Popeye, Al Brodax, depois produziu, em meados da década de 1960, os superiores (mas não muito) desenhos animados dos Beatles para a TV. Em 1968, Brodax alcançou sua maior obra de arte trabalhando como produtor e co-roteirista do maravilhoso e inovador filme de animação dos Beatles Yellow Submarine.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Aprenda a desenhar , rostos, mãos, pes, desenho da figura humana, seja um mestre da Arte do Hiper realismo, domine essa arte

Por; Juarez anunciação Me adiciona lá no facebook galera; https://www.facebook.com/juarez.anunciacao.16 Figura humana - Proporções O...