Pular para o conteúdo principal

Tributo a Sergio Bonelli na Exposição Quadrinhos ´51


Quadrinhos ’51 é uma exposição (com curadoria de Francisco Ucha e que teve início na quarta-feira, 21 de Março, no Museu Belas Artes de São Paulo – MuBA) criada para homenagear alguns dos mais importantes desenhadores de quadradinhos do Brasil, que produziram incansavelmente verdadeiras obras-primas entre as décadas de 50 e 70. Esta mostra também lembra os 61 anos da realização, em São Paulo, da Exposição Internacional de Histórias em Quadrinhos, organizada por cinco talentosos amigos que buscavam mudar o conceito dessa arte nos anos 50.
 

São eles:  Álvaro de Moya, Jayme Cortez, Syllas Roberg, Reinaldo de Oliveira e Miguel Penteado.  O jornal O Globo, do Rio de Janeiro, que circulou no dia da inauguração do evento, definiu muito bem as características desta que é considerada a primeira exposição didáctica sobre quadrinhos no mundo ao publicar que “a iniciativa não tem finalidade de lucro. A exposição tem carácter elucidativo, didáctico, técnico, artístico, guardando, porém, a devida acessibilidade ao público.”

Quadrinhos’51 apresenta originais de artes de grandes desenhadores que jamais foram expostas ao público anteriormente. São verdadeiras preciosidades históricas. Dentre os originais expostos, o visitante poderá admirar obras de Álvaro de Moya, Jayme Cortez, Eugênio Colonnese, Julio Shimamoto, Antonino Homobono, Rodolfo Zalla, Primaggio, Lanzellotti, Rodval Matias, Saydemberg, Ignácio Justo, Getúlio  Delfim, Manoel Victor Filho entre muitos outros.

Publicações raras de inestimável valor histórico também são exibidas graças ao zelo de nosso pard, o coleccionador Adriano Rodrigues Rainho, que cedeu gentilmente exemplares de O Pato Donald, n°1; Pererê, n°1, do Ziraldo; Raio Vermelho n° 10 (de 1951), Capitão Radar, Zas Traz número 1 (a revista editada por Jayme Cortez que publicou as primeiras histórias em quadradinhos do Mauricio de Sousa) entre muitas outras raridades.

Do acervo de Álvaro de Moya o visitante verá também preciosidades como a revista Mad n° 11, de 1954; El Corazón Delator, adaptação de Breccia em formato gigante da obra de Edgar Alan Poe impressa em serigrafia e revistas número 1 da Turma da Mônica editadas na Europa. Há também Raimundo, o Cangaceiro, números 1 e 2, de José Lanzellotti, cedidas por sua filha Jussara; além dois exemplares de O Tico-Tico e O Globo Juvenil, de 1949, além de revistas de terror clássicas e publicações estrangeiras como as primeiras edições da revista Heavy Metal, CreepyEerie, AlterLinus, Metal Hurlant e muitas outras. Da colecção de Moya estarão expostos desenhos autografados de alguns dos maiores nomes do traço mundial: Milton Caniff, Hergê, Dick Browne, André Le Blanc, Will Eisner, Jerry Robinson, Jim Davis e Serpieri.

Nesta Grande exposição onde são homenageados Grandes Desenhadores Brasileiros das Histórias em Quadradinhos foi reservado também um lindo espaço para os Quadradinhos Italianos, onde é feita uma grande homenagem para Sergio Bonelli, denominada Tributo a Sergio Bonelli, espaço este contendo alguns itens raros brasileiros e italianos da Colecção particular de Adriano Rodrigues Rainho, entre eles a revista Junior nº 28 de 1951 com a primeira aparição de Tex no Brasil, O Tex nº 1 de 1971 da editora Vecchi, A revista Rayo Rojo nº 1 com a primeira aparição de Tex na Argentina em 1949, entre outros.

Outra grande homenagem aos quadradinhos italianos será realizada em 19 de Maio de 2012 – Sábado – a partir das 14:00 horas, A palestra: Os quadradinhos italianos – Um tributo a Sergio Bonelli. Participantes: Sidney Gusman, Adriano Rodrigues Rainho e Álvaro de Moya, existindo a possibilidade da grande participação de Júlio Schneider, representante da Bonelli no Brasil, tradutor e colaborador da editora Mythos além de grande amigo particular de Sergio Bonelli e também de Gervásio Santana de Freitas, coleccionador e responsável pelo maior portal da América Latina que fala sobre o Mundo Bonelli, o portal Texbr.

Debates –  Programação


SÁBADOS DE QUADRINHOS NO MuBA!
Durante os dois meses em que a exposição Quadrinhos’51 estará aberta ao público, acontecerão diversas mesas de debates no auditório do Museu Belas Artes de São Paulo. Para conseguir um dos 150 lugares disponíveis no auditório, é aconselhável chegar com meia hora de antecedência. Os debates acontecerão sempre aos sábados, às 14 horas. A primeira palestra aconteceu neste sábado, dia 31 de Março.
A programação das palestras é a seguinte:
31 de MarçoAinda há preconceito contra os Quadrinhos?
Participantes: Jotabê Medeiros, Álvaro de Moya, Gonçalo Júnior e Francisco Ucha

14 de AbrilLinguagem dos Quadrinhos no Cinema e na TV – Porque a TV brasileira despreza esse filão?  Participantes: Celso Sabadin e Walter Negrão
28 de AbrilOs Grandes Mestres e a Produção Editorial dos anos 50 a 70
Primaggio Mantovi e Rodolfo Zalla
5 de MaioA Ficção Científica nos Quadrinhos
Participantes: Cesar Silva, Roberto Causo e Marcelo Naranjo

12 de MaioÂngelo Agostini, onde tudo começou
Participantes: Gilberto Maringoni, Gonçalo Júnior e Francisco Ucha
19 de Maio Os quadrinhos italianos – Um tributo a Sergio Bonelli
Participantes: Sidney Gusman, Adriano Rodrigues Rainho e Álvaro de Moya

26 de Maio1951, Uma Exposição Educativa
Participantes: Álvaro de Moya e Maurício Kus
Encerramento com exibição do filme de 1969, História em Quadrinhos, de Rogério Sganzerla e Álvaro de Moya.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como usar o Grafite. Seja um mestre Hiper Realista

Por; Juarez anunciação
Me adiciona lá no Facebook; https://www.facebook.com/juarez.anunciacao.16




Quem esta iniciando é normal não ter muitos materiais, mas alguns são indispensáveis como o lápis 6B, com certeza ele vai dar um resultado mai satisfatório ao trabalho, também tem o lápis 3B que não chega a ser uma prioridade mas ajuda bastante na hora de fazer tons mais claros e suaves, o esfuminho também é um material muito interessante , ele ajuda a dar efeitos importantes ao trabalho facilitando o sombreamento em algumas partes, e uma borracha de preferência macia, apenas com esses três materiais já é possível fazer um bom trabalho.


2°- UMA BOA IMAGEM Para um bom resultado no desenho de observação depende também da escolha de uma boa imagem. Uma imagem pequena ou com baixa resolução esconde detalhes importantes que podem fazer muita diferença no resultado final do seu trabalho. Então procure trabalhar com imagens nítidas, com boa resolução e tamanho adequado para que pequenos detalhes não …

Todas as Histórias da Saga Bahia-Man Universo HQ, Criada em 2003 por Juarez Anunciação

Da Redação

A gora cada time de futebol no planeta Terra é Um Super Herói.  na batalha sem fim nesse universo existe um homem de aço entre nos...

Ba-Vi é o nome que se dá ao clássico do futebol em que se enfrentam os dois principais clubes da cidade de Salvador, o Esporte Clube Bahia e o Esporte Clube Vitória.
É provavelmente o maior clássico da Região Nordeste do Brasil e um dos maiores do Brasil, envolvendo o Esquadrão de Aço e o Leão Rubro-Negro, em confrontos desde 18 de Setembro de 1932 (Bahia 3 x 0 Vitória) com a maior parte deles sendo disputados no Estádio da Fonte Nova.
Em nove edições do Campeonato do Nordeste, o Ba-Vi decidiu três, com duas conquistas do Vitória (1997 e 1999) e uma do Bahia (2002), sendo este o único clássico estadual a chegar na final deste campeonato regional.


Dentre os resultados recentes, porém, o Vitória tem tido superioridade sobre seu maior rival, o que em tempos anteriores ocorria ao contrário, quando a superioridade era Tricolor.
Agora é Guerra! o Ba-V…

Conheça as gêmeas que compartilham o mesmo namorado e já gastaram quase 600 mil reais para se manterem idênticas

Da Redação

Agora você vai conhecer as gêmeas mais idênticas do mundo, que gastaram quase 600 mil reais em cirurgia plástica e até mesmo compartilham o mesmo namorado.

Lucy e Anna DeCinque acabaram com suas poupanças em implantes mamários, injeções nos lábios, sobrancelhas e cílios falsos, para se certificarem de que se parecem exatamente uma com a outra.
As jovens de 28 anos, que nasceram apenas com um minuto de diferença uma da outra, comem as mesmas refeições, saem sempre juntas e compartilham a mesma conta no Facebook.
Gêmeas mais idênticas do mundo, que gastaram quase 600 mil reais em cirurgia plástica e até mesmo compartilham o mesmo namorado, se tornaram sucesso no Japão recentemente. Lucy disse: “Nós podemos até mesmo sentir a dor do outro, como no dentista, que é uma coisa de gêmeas.”



A dupla, de Perth, Austrália, atualmente está namorando o mecânico Ben Byrne.
Elas disseram ao canal Seven Sunrise: “Nós tivemos namorados separados no passado e não deu certo, mas agora é muito mais fá…