Pular para o conteúdo principal


Raio Negro faz parte do panteão de heróis nacionais

 lado de Crânio, Cometa, Capitão Sete, Gralha, Velta e Mirza, além de inúmeros outros. Raio Negro é totalmente inspirado em heróis americanos como o Lanterna Verde.
Criado sob encomenda de Jayme Cortez, Raio Negro tem uma história muito semelhante a de Hal Jordan. Inicialmente Gedeone apresentou a Jayme sua personagem Homem Lua, que foi rejeitado. Para mostrar o que estava querendo, Jayme mostrou a Gedeone revistas do Flash, Adam Strange e Lanterna Verde, sendo esse o que mais inspirou na criação de Raio Negro.
Roberto Sales era um piloto militar da FAB – Força Aérea Brasileira (Hal Jordan era um piloto civil), que foi enviado ao espaço numa missão secreta em voo orbital. Durante a missão, Roberto encontra um disco voador e é capturado. Dentro da nave ele encontra um alienígena a beira da morte chamado Lid, do planeta Saturno. A espaçonave havia sido atingida por um meteoro e Roberto se prontifica a leva-la até Saturno, seguindo as instruções de Lid.
Como gratificação por ter arriscado a vida para salvar a de um alienígena, Roberto recebe um anel de luz negra feito com a energia magnética de Saturno. Com os vários superpoderes que o anel pode oferecer, Roberto volta à Terra com a promessa de usá-lo para o bem, assumindo a identidade de Raio Negro para combater os inimigos.
É ou não uma HalJordanice só? Mas não acaba aí. Roberto Salles, que é Tenente, namora Marajoara Campos, filha do Coronel Campos. Campos… Salles… hmmm. Bom, deixa pra lá.
Durante as aventuras de Raio Negro ele acaba se tornando inimigo do Capitão Op-Art, alcunha do cientista especializado em robótica Duarte Rodrigues, formado na Alemanha e afastado das Forças Armadas por seus desbalanço psicológico (se acontece com os alemães dos quadrinhos, por que não acontecer com os que só estudam lá?). Inspirado fisicamente em Gedeone, seu criador, Op-Art tem seu nome inspirado no movimento artístico de mesmo nome, devido ao recurso usado pelo meliante para criar ilusões psicodélicas. Acho que chama-lo de LSD não pegaria bem na época.
Raio negro usa um traje preto, com botas, luvas e visor dourado. Embora lembre muito o uniforme de Ciclope dos X-Men, Gedeone afirma que a inspiração veio das tiras de Terry e os Piratas. Seu anel de Saturno (rá!), lhe concede superforça, habilidade de voo, supervelocidade e raios de energia.
A primeira série de revistas com histórias de Raio Negro teve início em 1965 e durou 13 edições consecutivas publicadas pela Gráfica Editora Penteado (GEP). Todas desenhadas e roteirizadas por Gedeone Malagola, exceto a # 13 que teve Edmundo Rodrigues como ilustrador. Além das 13 edições, houve um almanaque e edições especiais ainda pela GEP. Em 1982 o Raio Negro ganhou uma edição especial de 100 páginas pela editora Grafipar do estado do Paraná. Em 1989, a Editora Phenix lançou uma edição com história inédita. No início dos anos 90 teve dois números publicados pela Editora ICEA. Em 1998, teve uma história publicada na revista Metal Pesado. Em 2005 participou de um crossover com o super-herói Cometa, de Samicler Gonçalves, na versão brasileira da Revista Wizard da Panini Comics. No ano seguinte, o herói participou de uma revista onde encontra com outros heróis: Nova, de Emir Ribeiro, e Escorpião, de Wilson Fernandes e Rodolfo Zalla. Mais recentemente, foi lançado por José Salles na Jupiter 2 (ex-SM Editora) a revista independente ”Raio Negro – Super-Herói”, em formatinho preto e branco, contendo quadrinhos de personagens de Gedeone: Raio Negro, Homem-Lua e Hydroman.
Gedeone Malagola partiu dessa dimensão em 15 de setembro de 2008, deixando um legado  cerca de 50 anos dedicados aos quadrinhos, especialmente os nacionais.
Mesmo sendo claramente “inspirado” em um herói americano, Raio Negro é um dos brasileiros mais populares, e foge à regra de que heróis brasileiros só funcionam na base da comédia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como usar o Grafite. Seja um mestre Hiper Realista

Por; Juarez anunciação
Me adiciona lá no Facebook; https://www.facebook.com/juarez.anunciacao.16




Quem esta iniciando é normal não ter muitos materiais, mas alguns são indispensáveis como o lápis 6B, com certeza ele vai dar um resultado mai satisfatório ao trabalho, também tem o lápis 3B que não chega a ser uma prioridade mas ajuda bastante na hora de fazer tons mais claros e suaves, o esfuminho também é um material muito interessante , ele ajuda a dar efeitos importantes ao trabalho facilitando o sombreamento em algumas partes, e uma borracha de preferência macia, apenas com esses três materiais já é possível fazer um bom trabalho.


2°- UMA BOA IMAGEM Para um bom resultado no desenho de observação depende também da escolha de uma boa imagem. Uma imagem pequena ou com baixa resolução esconde detalhes importantes que podem fazer muita diferença no resultado final do seu trabalho. Então procure trabalhar com imagens nítidas, com boa resolução e tamanho adequado para que pequenos detalhes não …

Todas as Histórias da Saga Bahia-Man Universo HQ, Criada em 2003 por Juarez Anunciação

Da Redação

A gora cada time de futebol no planeta Terra é Um Super Herói.  na batalha sem fim nesse universo existe um homem de aço entre nos...

Ba-Vi é o nome que se dá ao clássico do futebol em que se enfrentam os dois principais clubes da cidade de Salvador, o Esporte Clube Bahia e o Esporte Clube Vitória.
É provavelmente o maior clássico da Região Nordeste do Brasil e um dos maiores do Brasil, envolvendo o Esquadrão de Aço e o Leão Rubro-Negro, em confrontos desde 18 de Setembro de 1932 (Bahia 3 x 0 Vitória) com a maior parte deles sendo disputados no Estádio da Fonte Nova.
Em nove edições do Campeonato do Nordeste, o Ba-Vi decidiu três, com duas conquistas do Vitória (1997 e 1999) e uma do Bahia (2002), sendo este o único clássico estadual a chegar na final deste campeonato regional.


Dentre os resultados recentes, porém, o Vitória tem tido superioridade sobre seu maior rival, o que em tempos anteriores ocorria ao contrário, quando a superioridade era Tricolor.
Agora é Guerra! o Ba-V…

Conheça as gêmeas que compartilham o mesmo namorado e já gastaram quase 600 mil reais para se manterem idênticas

Da Redação

Agora você vai conhecer as gêmeas mais idênticas do mundo, que gastaram quase 600 mil reais em cirurgia plástica e até mesmo compartilham o mesmo namorado.

Lucy e Anna DeCinque acabaram com suas poupanças em implantes mamários, injeções nos lábios, sobrancelhas e cílios falsos, para se certificarem de que se parecem exatamente uma com a outra.
As jovens de 28 anos, que nasceram apenas com um minuto de diferença uma da outra, comem as mesmas refeições, saem sempre juntas e compartilham a mesma conta no Facebook.
Gêmeas mais idênticas do mundo, que gastaram quase 600 mil reais em cirurgia plástica e até mesmo compartilham o mesmo namorado, se tornaram sucesso no Japão recentemente. Lucy disse: “Nós podemos até mesmo sentir a dor do outro, como no dentista, que é uma coisa de gêmeas.”



A dupla, de Perth, Austrália, atualmente está namorando o mecânico Ben Byrne.
Elas disseram ao canal Seven Sunrise: “Nós tivemos namorados separados no passado e não deu certo, mas agora é muito mais fá…